Blog

Afinal, por que o açúcar é tão mal falado?

Afinal, por que o açúcar é tão mal falado?

Dietas “sugar free”, não chegar nem perto de um pedaço de doce, culpar o açúcar como o responsável por diversas doenças… Realmente, o açúcar tem sido apontado como o principal vilão da alimentação nos últimos anos. Mas por quê?

Muitas vezes, os estudos são feitos com foco em apenas um lado e sofrem interpretações exageradas, impondo conclusões não necessariamente corretas. Dr. Marcio Mancini, endocrinologista responsável pelo Grupo de Obesidade e Síndrome Metabólica do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (USP), afirma: “O açúcar como vilão é uma conclusão generalizada de dados e estudos individuais. Cada pesquisa tem um determinado viés e nem sempre é ajustada a outros fatores que envolvem a saúde, como o estilo de vida de cada um”.

Assim como todos os alimentos, se consumido em excesso e combinado a outros fatores, o açúcar pode ser prejudicial. “Esse ingrediente age no organismo como qualquer outro. Se você consumir o sal ou gorduras em excesso, não fará bem também”, explica Dr. Mancini. Por isso é incorreto posicionar o açúcar como o grande vilão e único causador de doenças, como a obesidade.

Do ponto de vista cultural, os doces não têm nada de vilões, devido ao seu grande valor emocional. O sociólogo Raul Lody, antropólogo e autor do livro “Caminhos do açúcar”, contextualiza: “Como cultura, o açúcar é o mocinho. O brasileiro tem uma relação forte com o ingrediente e isso é refletido até na enorme produção dos doces no Brasil. O paladar para o doce é extremamente cultural. Da mesma forma que uma pessoa não nasce falando um idioma ou optando por uma religião, as receitas doces foram introduzidas no paladar, o que denominamos como memória cultural”.

Mas enfim, o açúcar faz mal? Não! Pelo contrário, ele é fundamental para dar energia ao corpo e proporcionar bem-estar. Levar uma vida saudável está no equilíbrio da alimentação e na prática de atividades físicas. Não é preciso “vilanizar”, muito menos excluir completamente, nenhum alimento. Por isso, nada de culpa na hora de comer um docinho! 😉



Instagram

Quer mais dicas de saúde e bem-estar? Siga-nos no Instagram!



Leia mais sobre Saúde

Modelos internacionais de combate à obesidade não são compatíveis com o Brasil

Modelos internacionais de combate à obesidade não são compatíveis com o Brasil

Medidas restritivas ao açúcar não consideram realidade cultural e econômica do país e podem causar efeito reverso   México, Dinamarca e Chile são exemplos de países que adotaram medidas restringindo o consumo de determinados ingredientes, como o açúcar, a fim de diminuir os índices de doenças crônicas da população. Embora os resultados de tais propostas […]

Preparo do doce brasileiro: o que a doçaria nacional diz sobre nós

Preparo do doce brasileiro: o que a doçaria nacional diz sobre nós

As particularidades da sobremesa do Brasil são reconhecidas internacionalmente e se desenvolveram a partir de ingredientes locais e do açúcar de cana O brasileiro traz em sua formação histórica e cultural um mundo de conhecimento e possibilidades – neste contexto, podemos inserir a doçaria nacional e os modos de preparo. Sendo uma das cinco mais […]